fbpx

Select Page

Vida de um Soropositivo

Vida de um Soropositivo

É muito estranho para mim escrever sobre isto pois existem vários contrastes nesta história toda.

Se por um lado eu tenho evoluído com as dificuldades que a portabilidade me trás, por outro tenho total horror de ter pego isto, dá para entender? Se não dá relaxa, nem eu mesmo entendo todo este furacão de emoções que é a minha vida. Só sei que aprendi com tudo que aconteceu muito mais do que se não tivesse acontecido, por outro lado me tornei mais humano, a dor humaniza, mas não perdi meus defeitos de caráter, só aprendi a identificá-los de uma forma mais clara. Alguns tento mudar e outros deixo como estão, não dá para abraçar todo este barulho.

Sendo soropositivo no Brasil você se sente um pouco mais grato pois se compararmos com outros países que tratam o HIV/AIDS somos muito privilegiados. Até pouco tempo atrás eu soube que na Papúa Nova Guiné se jogavam os portadores amarrados do alto de uma pedra ou os trancavam em uma área para morrerem de inanição. Bonzinhos os caras, né? Isto em pleno século 21.

Estar flertando com a morte me fez também buscar mais meu Deus da forma com que eu o concebo e me tornou mais respeitador em relação as diferentes formas de pensar de outros irmãos portadores ou não, me tornou mais tolerante e me deixou mais sereno diante de situações que não posso modificar.

A vida não me pregou uma peça, eu sempre tive todas as informações necessárias para me prevenir e evitar ter pego isto, mas na minha arrogância e também na compulsão de sempre buscar o prazer não importando se para isto eu machucasse as pessoas que amo, fui eu que adquiri esta porcaria, por livre e espontânea vontade, vivendo uma triste vida dupla de trabalhador durante o dia e um insano depois do crepúsculo. Quem procurou tudo isto fui eu e com isto acabei afastando pessoas maravilhosas que sempre me amaram mas que não aguentaram me ver cada dia mais me destruindo.

Minha vó que, acredito tenha sido a pessoa que mais me amou neste mundo, morreu magoada e decepcionada comigo, isto me arrebenta até hoje. E de tanto procurar, por fim achei meu fundo do poço. Meu e de mais ninguém e tem sido uma experiência interessante tentar sair dele, deixando claro que estou tentando fazer isto todos os minutos da minha vida, tenho tomado o coquetel corretamente a mais de oito anos e tenho fé que vou sorrir não só por fora novamente, mas vou voltar a sorrir com meu coração de verdade.

Gostaria de me desculpar com a pessoas que amo e magoei, as que não gosto e me magoaram eu não desejo mal, mas peço que sigam seu caminho com sucesso, mas bem longe de mim, já falei, não é por que sou um portador que de uma hora para outro virei santo. Sacaram, né?

Beijo no coração de todos e vivam a vida!!! E USEM CAMISINHA PÔ!!!

 

Guilherme Miné

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ajude com sua doação

Empresas Parceiras

Empresa Parceira - Rever Produções
Empresa Parceira - Brasil Mais Saúde Empresa Parceira - Cruz Vermelha São José dos Campos Empresa Parceira - SAP - Secretaria de Administração Penitenciaria Seja Uma Empresa Parceira

Pin It on Pinterest

Gostou desse texto?

Compartilhe com seus amigos e ajude o site crescer :)